Escolhendo um roteiro – Juliana Borges


“Não sei vocês, mas não tenho o tempo suficiente para conhecer o mundo inteiro de uma vez só e para falar a verdade, acredito que ninguém tenha.  Ficar correndo de um lado desesperado, vai fazer com que você não conheça muito do lugar escolhido.”


Escolhendo um roteiro 

O interessante em uma viagem é conhecer a cultura, as pessoas, lugares turísticos e, por que não desbravar o desconhecido. 

Então, sugiro que tenha tempo para pesquisar, conversar com amigos, entrar em grupos de debates em redes sociais, e etc.
Questione sempre sobre o clima, economia, costumes e tradição, lazer e compras. Dicas de como se locomover, alimentação, se é viável ir com crianças ou idosos.


Escolhendo um roteiro , sobre o destino da viagem:

A primeira pergunta que deve fazer a si mesmo é se será uma viagem para descanso, aventura, compras, cultural ou mesclar várias oportunidades. Por exemplo: uma viagem para Orlando, com o intuito de aproveitar o máximo dos seus parques, de forma alguma será um destino para descansar… o ritmo alucinante de acordar cedo e dormir após a última atração nos prova que somos mais resistentes que imaginávamos, ufa!!! precisamos das férias das férias… é uma excelente oportunidade de distração!!! 
Já para quem quer sair da vida alucinante de grandes metrópoles ou de uma rotina estressante e se deleitar em águas calmas… prefira o destino de retiros… hotel afastado dos centros das cidades, com abundante natureza e monitores para seus filhos, caso tenha!




Escolhendo um roteiro, sobre a época:

Alta ou baixa temporada? Frio ou calor? Natal, páscoa, férias ou feriado?
Com relação a “temporada”, devemos nos atentar a sua relatividade, pois há peculiaridades em determinados países quanto às ferias escolares. Por Exemplo: Nos EUA, as férias escolares mais longas são no meio do ano, onde o verão é a estação vigente e isso pode lotar parques, estadias e tornar frustrante suas férias. 
A temperatura é um fator importante a saber. Estar disposto a enfrentar um frio de quase zero graus ou menos que isso ou um calor de mais de 35 é para ser levado em consideração na hora da escolha da época.





Escolhendo um roteiro , sobre a alimentação:

Viajar para um lugar onde o tempero e a variedade de alimento foge da sua rotina, não é um detalhe somente. Viajar para o Nordeste no Brasil já nos dá uma amostra de que pode ser difícil a adaptação e colocar tudo a perder. Imagine ir para um lugar onde não se há variedade e oferta de comida para seu paladar.




Escolhendo um roteiro, sobre a infra-estrutura:

Procure se informar sobre a infra-estrutura da cidade, bairro, a localização comparado aos pontos que deseja visitar, transporte, comunicação, estadia e etc. 
Lembre-se que a escolha de um local que nada oferece, lhe exigirá tempo, pois precisará de mais tempo para se locomover de um ponto a outro a procura dessa infra estrutura como centros comerciais,  e dinheiro extra pois deve ser considerado o gasto de gasolina, ou meio de transporte para essa locomoção.
A escolha da estadia deve ser levada em conta: segurança, conforto, custo-benefício, localização e serviços. 


Para cada item, tenho a intenção de escrever mais detalhadamente nos próximos dias.

Se você foi beneficiado com esse post, deixe seu comentário, e se tiver dicas ou críticas, serão muito bem vindas. 

Que Deus te abençoe! 


*Atualizado em 05/10/2016

  


Posts relacionados

Deixe uma resposta