O Senhor se alegra em nós

O Senhor se alegra em nós
 
eu e meu esposo conversávamos sobre nossa relação com nossa filha e ficamos refletindo como deve ser a reação de Deus diante de nossas atitudes.
 
Que os minions são uma febre, não há dúvidas;  a Alice os descobriu há pouco tempo e já é fascinada por eles. Decidimos levá-la ao cinema para assistirmos o filme Minions, recentemente lançado no Brasil.
                                                                                                                                                  A Alice já foi outras vezes comigo ao cinema em sessões especiais da iniciativa Cinematerna, desta vez estávamos na expectativa por ser a primeira vez em uma sessão comum, não sabíamos o que esperar.
 
Munidos de um combo de pipoca e mamadeiras de suco, chegamos à sessão ainda nos trailers, ela sem entender muito o que estava acontecendo, curtia alegremente sua pipoca.
 
O filme começou, ah…. ela pulava de alegria e repetia “os nimosss, os nimosss mamãe!!!!” , ela saltou do meu colo para o colo do papai e mostrava os Minions com muito, mas muito entusiasmo ao papai também.
 
Nós? Nós rimos muito, nos alegramos com ela, assistimos o filme todo, rindo do filme, rindo dela, foi muito bom.
 
Nossa conversa durante a semana foi sobre sua alegria ao ver os bichinhos amarelos, e a nossa alegria em proporcionar isto à ela.
 
Pensamos como tão pouco para nós a fez tão feliz, como é bonito esta alegria desprendida de preços, de dogmas e etc. 
 
Gastamos dois ingressos, um combo de pipoca e o período do estacionamento, quase nada se comparado ao salário ou ainda se comparado a um brinquedo “moderno”; como com “tão pouco” pudemos lhe deixar feliz, (ahhhh…se ela soubesse o que planejamos para ela, para seu futuro). 
 
Pensei e juntos, eu e meu esposo refletimos, que se nós como humanos temos este sentimento, imagina Deus em relação a nós? Ele nos trata como filhos, e se alegra em nós, mesmo quando parece tão pouco perto de tudo que ele tem preparado para nós, nos alegamos e Ele em nós.
 
Imagina quando oramos e um ente querido é curado? Ficamos alegres, às vezes como a Alice pulamos, gritamos e nem sabemos agradecer, mas Deus está ali, feliz em poder nos proporcionar esta felicidade.
 
Sei que Deus esteve e sempre estará comigo não só me proporcionando momentos felizes, mas se alegrando comigo; isto é muito bom.
 
Deus tem prazer em te fazer feliz, como um pai que não mede esforços para realizar os desejos do filho; Deus é amor e para Ele não há esforço.
 
O que você pediu para o Pai?
 
 
                                                                                                                    

Posts relacionados

Deixe uma resposta