Pote da Calma, ajudando a tirar a chupeta

Pote da Calma, ajudando a tirar a chupeta

Inspirado no método Montessori, o Pote da Calma promete ajudar a criança se acalmar.

O processo para tirar a chupeta não foi muito fácil por aqui, mas foi melhor do que esperava. Algo que me preocupava muito, era o que acalmaria a Alice sem a chupeta, busquei informações e decidi montar um pote da calma com este intuito.

Pote da calma – inspirado no método Montessori

A Alice começou a usar a chupeta numa tentativa minha de acalma la sem o peito, eu precisava ir para a faculdade e ela chorava muito, comprei alguns modelos diferentes e testei. De inicio ela não aceitou muito, mas depois de minha insistência ela acabou pegando.
Com o tempo fui tirando a chupeta. Passei a dar a chupeta apenas nos momentos de soneca e a noite. Ela acostumou a chupar a chupeta para dormir, “é menos ruim” (se é que se pode mensurar) do que usar a chupeta o tempo todo, mas quando eu pensava em tirar a chupeta, pensava como irei fazer para ela dormir?
Foi então que pesquisando muito na internet, encontrei dicas sobre o Pote da Calma, um pote simples, adornado de cor e brilho que faz a criança tirar o foco de algo que a irrite como o sono por exemplo.
Decidi tirar a chupeta e fazer o Pote da Calma.

O que é o pote da calma?

“O pote da calma (ou calming jar, em inglês), é usado para acalmar crianças pequenas após uma briga ou choro. Inspirado no Método Montessori, o objetivo é distrair e tranquilizar os pequenos com a tinta e glitter colorido se movendo dentro do recipiente. Assim, eles aprendem a respirar fundo e se acalmar. Além de proporcionar um momento para que se expressem e tentem explicar os motivos da tristeza, raiva ou frustração.”
Fonte: Catraquinha

Pote da Calma, material necessário:

  • pote de vidro com tampa;
  • cola Glitter;
  • cola colorida ou corante alimentício;
  • purpurina, usei também estrelinhas;
  • água quente.

Pote da Calma, como fazer?

O processo é bem simples e rápido:

Pote da calma funciona?

Sim, aqui funcionou, ajudou muito. Nos primeiros três dias ela chorava e pedia pela chupeta, na soneca da tarde nem tanto, mas a noite, chorava e pedia, era quando o Pote da Calma entrava em ação.
Ficávamos chacoalhando o Pote da Calma e cantando musiquinhas, hora histórias e assim foi.
Hoje passado um mês aproximadamente, ela não pede mais a chupeta e o Pote da Calma “decora” o quarto.

Acho que valeu a pena!

  • sobre a chupeta: eu cortei o bico (pontinha) e quando ela colocou não dava aquela sensação de conforto, ela me mostrou e eu disse que a chupeta havia quebrado, ela chorou e não pegou mais, quando pedia eu dava e ela via que estava “quebrada” desistia de usar. Em um mês sua dentição mudou consideravelmente e a fala também. Fiz tudo com orientação do pediatra, da dentista e de uma amiga psicologa.

E por aí alguém já fez? Compartilhe sua experiência aqui nos comentários.

*Atualizado em 05/10/2016

Posts relacionados

Deixe uma resposta