Desfralde, como tirar a fralda sem traumatizar o pequeno?

Desfralde, como tirar a fralda sem traumatizar o pequeno?

Você vai cansar de ouvir a frase “mamãe, vem me limpar”, mas perceberá que ela faz parte do crescimento saudável do seu filho


Tirar a fralda do seu filho que até outro dia era um bebê é um momento muito significativo para o crescimento e a independência do pequeno, que vai encher os papais de orgulho. Por isso, faça do desfralde uma tarefa da família e comemore cada conquista da criança durante esse processo.


O desfralde é uma grande mudança para as crianças, pois é prazeroso fazer cocô e xixi na hora que quiserem. A partir de quando precisam controlar essa atividade, elas abrem mão dessa sensação e, por se tratar de uma necessidade fisiológica, você deve incentivar essa atitude na vida do seu filho.
Além de ser um passo importante para a crianças, para as mamães, o desfralde representa o fim das trocas de fraldas, que, até então, já devem ter sido realizadas em torno de 5 mil vezes! Você também vai perceber uma boa economia de dinheiro, pois essas peças práticas e higiênicas custam caro, e, ainda, o lixo acumulado ao longo do dia vai diminuir.
Não existe um período ideal para a retirada das fraldas acontecer. Cada criança é única, e o seu filho vai indicar o momento que está pronto para realizar a adaptação quando o horário de fazer as necessidades estiver mais ou menos regulado, quando a fralda passa muito tempo seca e se o pequeno começa a querer arrancá-la ou não quer ficar molhado. Na maioria das vezes, isso acontece entre o segundo e o terceiro ano de vida, quando a criança entra na fase anal.
Respeitar o momento do pequeno é essencial para que o desfralde seja bem-sucedido e não cause traumas. Entretanto, esse é só o começo de uma rotina que pode demorar para acontecer conforme o esperado. Saiba como continuar e lidar com as dificuldades:

CONVERSE COM O SEU FILHO

Para que o seu pequeno compreenda o que vai acontecer daqui para a frente, converse com ele. Explique que ele está crescendo, e, por isso, já pode usar o banheiro dos adultos para fazer cocô e xixi quando precisar. Tente ensiná-lo a perceber os sinais de que ele está com vontade de ir ao banheiro e diga que é nessa hora que ele deve ir correndo para o local, que é o único lugar da casa em que ele pode se aliviar (sim, as crianças que estão sendo desfraldadas costumam fazer xixi em qualquer lugar).

PROVIDENCIE A ESTRUTURA

A criança precisa ter tudo o que vai precisar à disposição. Você pode utilizar o bom e velho penico ou um redutor de vaso sanitáriopara que ela possa se sentar. Independentemente de qual for a sua escolha, deixe o papel higiênico por perto, além do sabonete. Ensine como ela deve usar: no caso dos meninos, pode ser sentado, com o pênis para baixo, ou em pé, igual o papai. Incentive o pequeno a se limpar sozinho, no sentido de frente para trás (muito importante para evitar doenças principalmente nas meninas), e a lavar as mãos com sabonete e enxugá-las para terminar o processo.

ROUPAS FÁCEIS DE TIRAR

Você também pode dar uma grande ajuda para o seu filho ao colocar roupas que sejam fáceis de tirar na hora do aperto. Vestidos, saias, shorts, bermudas, calças e leggings de tecidos maleáveis como o algodão são as peças mais adequadas para esse período. Evite zíper e botão se o seu pequeno ainda não sabe como manipulá-los muito bem. Não esqueça de providenciar calcinhas e cuecas que tenham a cara da criança para incentivar o adeus às fraldas!

COMECE DURANTE O DIA

Prefira começar com o desfralde diurno, quando a criança tem mais controle sob o próprio corpo e quando você tem mais controle sob a criança. O verão ou a primavera são as estações preferidas para iniciar, pois os escapes são mais desconfortáveis e o choque térmico do bumbum com o penico ou a privada é menor.
O desfralde noturno costuma ser mais difícil e só deve ser realizado quando o seu pequeno estiver dominando as evacuações durante o dia. Diminua a ingestão de líquidos durante a noite e estimule-o a usar o banheiro antes de dormir. Nas primeiras madrugadas, deixe o sono de lado e leve o seu pequeno a cada duas horas ao banheiro até perceber qual é o horário que ele precisa urinar ou defecar. Das próximas vezes, se levante no momento certo e vá incentivando a criança a ir sozinha ao banheiro quando precisar.

TER PACIÊNCIA

Não adianta apressar, brigar quando o pequeno não conseguir segurar ou fazer cara de nojo ao se deparar com os excrementos, pois isso pode traumatizar o seu filho! Deixe que o pequeno tenha o seu tempo, e, se você precisa sair de casa, leve-o ao banheiro com antecedência. Se ele não aguentou, lave a criança, limpe a sujeira e incentive-o a avisar da próxima vez. No entanto, não se esqueça de perguntar o tempo todo se ele não precisa ir ao banheiro e deixe-o sentado no assento por um tempo, pois no início o pequeno não reconhecerá a vontade imediatamente. E sim, quando o seu filho conseguir cumprir o ritual, ele fará questão de gritar ”mãe, vem me limpar” para que você veja e parabenize a conquista!

NÃO AO DESFRALDE COLETIVO

Algumas escolas têm como procedimento padrão realizar o desfralde de diversas crianças da mesma turma ao mesmo tempo. Não concorde com essa forma nada natural de tirar o seu filho da fralda! É fato que a convivência com crianças que já vão ao banheiro na hora certa será um estímulo para que ele faça o mesmo, mas quando houver um escape, o seu filho vai se sentir constrangido na frente dos amiguinhos e poderá ser alvo de piadas nada agradáveis. Além disso, o desfralde é uma tarefa que deve ser realizada em casa, com o apoio da família. A atuação da escola deve ser apenas para incentivar e aperfeiçoar os hábitos de higiene aprendidos com o papai e a mamãe.

Posts relacionados

Deixe uma resposta